top of page

MCLaren é referência em uso de impressão 3D para melhora de performance

A Fórmula 1 é amplamente conhecida pela sua exigência de excelente desempenho tanto dentro quanto fora das pistas. Velocidade, agilidade de setup, acerto de estratégia, aerodinâmica são alguns dos pontos fundamentais e constantemente trabalhados dentro do esporte, pois qualquer milésimo de segundo que se ganha, faz toda a diferença no resultado final.


Um dos exemplos clássicos de quão competitiva é a modalidade é o pitstop que, em 20 anos, saiu de 8 segundos para a casa dos 2 segundos. Pode parecer pouco avanço ou até pouco significativo, mas em um esporte onde a velocidade que determina o vencedor, reduzir 4 vezes o tempo de parada faz toda a diferença.


Mas você pode estar se perguntando, o que a impressão 3D tem a ver com isso?

Chegar em resultados como esse citado acima não é fácil e muito menos acontece de primeira. São incessantes testes, estudos e amostras para poder chegar em um resultado esperado. E como fazer tudo isso gerando o menor desperdício possível e da maneira mais rápida e eficiente? Acertou quem disse manufatura aditiva!



Peça para carro MClaren impressa em 3D


A MCLaren sai na frente quando falamos do uso de impressão 3D para agilizar seus protótipos e reduzir significativamente seu impacto ambiental e tempo de desenvolvimento dos mesmos. Ao aproveitar a tecnologia de manufatura aditiva, a marca simplificou os processos de produção e isso não se aplica apenas a peças automotivas, mas também a acessórios, gabaritos e pequenos moldes, que antes exigiam uma produção demorada e trabalhosa a partir de blocos de metal.


Com a Fórmula 1 exigindo cada vez mais sustentabilidade das suas equipes competidoras, a MCLaren definitivamente sai na frente mostrando seu compromisso não só com o meio ambiente, mas com a inovação.

8 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page